sexta-feira, 23 de setembro de 2016

PALESTRA: Viabilidade Turística do Centro Histórico de Belém.


Uma nova e fundamentada proposta de intervenção turística e cultural nos bairros do Centro Histórico (Campina, Cidade Velha e adjacências). É o que pretende elaborar o projeto de extensão da Universidade Federal do Pará, intitulado “Viabilidade Turística no Centro Histórico de Belém: intervenções turísticas-culturais integradas ao Projeto Circular no Centro Histórico de Belém /PA”.
O projeto será coordenado por Diana Alberto, pela Faculdade de Turismo da Universidade Federal do Pará - UFPA, em parceria com os professores Goretti Tavares, da Faculdade de Geografia, e Silvio Figueiredo, do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, e Makiko Akao, do Projeto Circular. As atividades já iniciarão em outubro, com objetivo de dinamizar o aproveitamento de diferentes setores presentes nesta área da cidade, para a efetivação de um turismo cultural e sustentável.
OFICINAS E ATIVIDADES DIVERSAS
O projeto vai oferecer dinâmicas culturais, sociais, econômicas e turísticas, que serão aplicadas para fomentar o desenvolvimento de atividades ou temáticas sobre Turismo, Patrimônio e Cultura no Centro Histórico de Belém, num exercício de aproximação e empoderamento das pessoas que vivem e/ou trabalham nestas áreas de patrimônio e diversidade cultural, ou mesmo das que estão de passagem, como turistas, ou ainda simples transeuntes desavisados, interessados no assunto.
A ideia é que além de ser lugar da economia da cidade, o Centro Histórico possa se tornar referência cultural e turística no país e lugar de desejo aos que vem de mais longe ainda. "Nesta área temos espaços com música, gastronomia, arte, fotografia, artesanato, e também lojas, camelôs. Tudo isso pode potencializar o Centro Histórico de Belém enquanto espaço criativo de cultura e economia”, diz Diana Alberto, coordenadora do projeto.

ROTEIRO GEO-TURÍSTICO: O Bairro de Batista Campos e suas transformações sócio-espaciais.

ROTEIRO GEO-TURÍSTICO
O BAIRRO DE BATISTA CAMPOS E SUAS TRANSFORMAÇÕES SÓCIO-ESPACIAIS

O GGEOTUR - Grupo de Pesquisa de Geografia do Turismo da Faculdade de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFPA, convida a todos para participarem do lançamento do novo roteiro do projeto de extensão.

INSCRIÇÕES: 
https://goo.gl/cvhDC2

PROGRAMAÇÃO:
Dia/Horário: 1º de Outubro de 2016 - Sabado as 08h30
Saida: Jardins do Horto Municipal (entrada pela rua dos Mundurucus)

INFORMAÇÕES:
roteirosgeoturisticos@gmail.com
http://www.facebookcomroteirosgeoturisticos 

OBSERVAÇÕES E RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES
1. Ir com tênis, boné, protetor solar e roupas leves,
2. O roteiro é a pé pelas ruas, não entramos nos prédios e termina por volta do meio dia.
3. O roteiro será realizado mesmo com chuva, recomenda-se levar guarda-chuva e capa de chuva.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Praça Matriz (AM): Mais uma construção histórica é encontrada durante obras de restauro.


Mais uma descoberta foi feita dentro das obras do centro histórico de Manaus. Na Praça XV de Novembro (Praça da Matriz), durante os trabalhos de demolição das estruturas do aviaquário que existia no local, foi encontrado o paredão do pátio da escadaria, constituído de um reboco específico, característico da fase da Belle Époque. A obra integra o PAC Cidades Históricas.

Antes, as primeiras ações em torno da praça localizaram também os paralelepípedos originais a partir de escavações e prospecções do piso. As pedras já estão sendo sentadas na nova via que a praça ganha e passaram por lavagem e limpeza. A rua não será aberta ao trânsito, apenas para circulação de pedestres.

A área do paredão do pátio foi toda mapeada em relação aos danos, reparos e restauro necessários para o reboco, assim como seu estado de conservação. Um projeto está sendo elaborado e orçado para que seja incluído na planilha da Matriz.


Com a obra de requalificação pronta, a praça terá os passeios públicos com ampla acessibilidade às pessoas com deficiência, um novo canteiro central, novo projeto de iluminação, sinalização, paisagismo e colocação de mobiliário urbano.

Com o canteiro central refeito, o Relógio Municipal e o Obelisco em frente ao porto terão maior destaque visual. Os elementos ficarão em estruturas fora do canteiro central, mas seguindo o mesmo traçado, compondo paisagem com os futuros jardins longitudinais que serão instalados no espaço, enriquecidos pela iluminação tipo cajado de São José e por luz cênica. 

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

DIÁLOGOS COM O PATRIMÔNIO: Patrimônio e Loucura: não lugar dos invisibilizados socialmente.


Diálogos com o Patrimônio enquanto ação educativa é orientada por uma metodologia pautada no enfoque do ser humano de maneira integral, como produtor de cultura, respeitando a sua diversidade e a valorizando suas manifestações. Potencializa a cultural em seu caráter transversal proporcionando a construção de relatos, reflexões, debates, palestras no sentido de fomentar o envolvimento, a pesquisa, valorização do conhecimento e das trocas para a construção de consciências disseminadoras de atitudes de corresponsabilidade quanto a seguridade e diversidade do patrimônio em sua dimensão histórica, cultural e humana. Ciclo de Seminários - Patrimônio e Loucura: não lugar dos invisibilizados socialmente.
SERVIÇO
Diálogos sobre o Patrimônio: Valorizando Memórias e Constituindo a Cidadania Cultural.
Tema: Patrimônio e Loucura: não lugar dos invisibilizados socialmente.
Data/Horário: 15 de Setembro de 2016 às 14h00
Local: Salão Belas Artes no Museu do Estado do Pará. Praça D. Pedro II s/n - Cidade Velha
Inscrições: Realizadas na hora do evento.

EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE PARTICIPAÇÃO

terça-feira, 6 de setembro de 2016

SOS APEP: Associações de Patrimônio se unem e denunciam a atual situação do Arquivo Público do Estado do Pará.

Reunião dos membros da associações com o representante do MPF
A Associação dos Amigos do Patrimônio de Belém - AAPBEL, Associação dos Amigos dos Arquivos Públicos do Estado do Pará - ARQPEP e a Associação dos Agentes do Patrimônio da Amazônia - ASAPAM, entraram com nova denúncia contra a Secretaria de Cultura do Estado sobre a situação de extremo risco e insegurança em que se encontra o acervo documental do centenário Arquivo Público.
Desde de 2013, todo o acervo documental foi transferido para um local provisório, enquanto o prédio centenário entrava em reforma. O local onde hoje funciona o APEP, na Travessa Félix Rocque, 32, Cidade Velha, é inadequado, pois, não comporta adequadamente toda a massa documental. Parte dos documentos estão empilhados nas salas, sem iluminação e temperatura imprópria à sua conservação, o que leva a rápida deterioração.

O prédio emprestado da Assembléia Legislativa onde se encontra o acervo do APEP, ao lado de um imóvel abandonado.

Além disso, não existe plano de combate a incêndios e evacuação dos servidores e retirada da massa documental, as instalações elétricas não são compatíveis com a carga necessária para um adequado controle de temperatura que proteja os mais de 4 milhões de documentos. Dessa forma, as máquinas de digitalização e de fazer caixas de papelão, adquiridas com recursos de edital público da Petrobrás, não funcionam, porque a gestão não preparou uma estrutura física capaz de instalar os equipamentos.

CASA DAS ARTES: Inscrições para oficina de cinema, em Belém.

Curso vai tratar da produção ao vivo de imagens e sons. Aulas começam dia 12 de setembro.

Casa das Artes (Antigo IAP)
Estão abertas as inscrições para a oficina “Cinema aos vivos: experiência em Live Cinema” da Casa das Artes, em Belém. O curso vai tratar da produção ao vivo de imagens e sons com recursos experimentais e programas de manipulação, e começa no dia 12 de setembro.
Ministrado pelo cineasta Mateus Moura e o artista visual VJ Lobinho, a oficina aspectos históricos do cinema ao destacar a arte como um espetáculo ao vivo. O Live Cinema se popularizou na década de 90, com a chegada dos VJ’s (Video Jockeys) e quando os computadores tornaram possível a manipulação de imagens em tempo real.
“Essa oficina tem a intenção de juntar a experiência desses dois artistas de Belém, como oficineiros e arte-educadores, em que o Mateus traz a experiência dele nesse aspecto da captação do real, da realidade como matéria-prima, o documentário como elaboração de estética e conhecimento, enquanto o Lobinho traz suas vivências como video jockey, com o videomapping e todo seu conhecimento sobre os aspectos técnicos da superfície mapeada e da preparação da imagem que será manipulada em uma performance ao vivo”, explica Felipe Pamplona, cineasta e coordenador do Núcleo de Produção Digital do Pará.
As aulas também abrangem noções de edição e manipulação de vídeos em programas usados para este tipo de produção, como o Adobe Premiere, Resolume Arena e Adobe After Effects.
SERVIÇO
As inscrições para a oficina “Cinema aos vivos: experiência em Live Cinema” podem ser feitas por meio do formulário online da FCP e vão até 07/09, o valor é de R$ 20. O curso será realizado na Casa das Artes, nos dias 12, 14, 16, 19, 21, 23, 26 e 28 de setembro, sempre das 15h às 20h.
FONTE: G1 Pará

ROTEIRO GEO-TURÍSTICO: Percorrendo e revelando paisagens da Belle Èpoque na cidade de Belém do Pará.


ROTEIRO GEO-TURÍSTICO
PERCORRENDO E REVELANDO PAISAGENS DA BELLE ÈPOQUE NA CIDADE DE BELÉM DO PARÁ

O GGEOTUR - Grupo de Pesquisa de Geografia do Turismo da Faculdade de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFPA, convida a todos para participarem do projeto de extensão em comemoração ao aniversário de 389 anos do Ver-o-Peso.


PROGRAMAÇÃO:
Dia/Horário: 17 de Setembro de 2016 - Sabado as 08h30
Saida: Praça das Sereias (em frente ao Cinema Olympia)

INFORMAÇÕES:

OBSERVAÇÕES E RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES
1. Ir com tênis, boné, protetor solar e roupas leves,
2. O roteiro é a pé pelas ruas, não entramos nos prédios e termina por volta do meio dia.
3. O roteiro será realizado mesmo com chuva, recomenda-se levar guarda-chuva e capa de chuva.

terça-feira, 21 de junho de 2016

SANTARÉM: UFOPA organiza excursão para comemorar aniversário da cidade.


O projeto de extensão “Patrimônio Histórico, Arquitetônico e Geológico: iniciativas de divulgação e preservação através da educação” promove, nesta quarta-feira, 22 de junho, uma excursão no centro histórico de Santarém. O objetivo é contribuir com a educação patrimonial e incentivar a prática de geoturismo urbano na região do Oeste do Pará.

Nesta quarta-feira, 22, Santarém comemora 355 anos de fundação e essa excursão é a homenagem da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) à maior cidade da região Oeste.

COMO PARTICIPAR: 
Para participar da excursão geológica é necessário ter 18 anos ou estar acompanhado de responsável, estar apto a caminhar por mais de 50 minutos e concordar em assinar o termo de responsabilidade. Os organizadores recomendam o uso de sapatos confortáveis, protetor solar e água para consumo. O projeto é coordenado pelas professoras Estefany Couto e Fernanda Nascimento.
SERVIÇO:
Excursão histórica e geológica pelo centro de Santarém
Dia: 22 de junho de 2016 (quarta-feira)
Hora: 7h30
Ponto de encontro: Praça Rodrigues dos Santos (em frente ao Teatro Victória)
Informações: Facebook: Patrimônio Histórico de Santarém
No cartaz abaixo, acompanhe a homenagem a Santarém do poeta Renato Sussuarana
Fonte: UFOPA